Sadhana Informática
Procurar: ok






Posições obtidas
das efemérides
do programa
Astrologia Natal


Você está aqui: Home > Leituras > Textos e Artigos > Manifesto Nacional do Sindicato dos Astrólogos Paranaenses

Seção de Textos Especiais


MANIFESTO NACIONAL DO
SINDICATO DOS ASTRÓLOGOS PARANAENSES


Prezados Colegas,

Edda Ruth Furstenberger, Presidente em exercício do Sindicato dos Astrólogos Paranaenses, filiado e reconhecido pela ABA-Ordem Nacional dos Astrólogos e Cosmo-analistas -- declara à Comunidade Astrológica Nacional que não apóia a nem apoiará qualquer movimento em prol da regulamentação da Astrologia que não tenha a participação formal da ABA - Ordem Nacional dos Astrólogos e Cosmos-analistas, cuja luta pela regulamentação e  moralização da Astrologia já credita um trabalho incessante de 31 (trinta e um) anos.

Requer também a participação igualitária de todos os Sindicatos de Astrólogos do País e outras Associações Regionais devidamente registradas como representativas da classe, bem como daqueles astrólogos que embora não filiados a entidades se tenham destacado pelo trabalho em prol da astrologia. O voto deles deverá ser unitário, enquanto o das entidades deverá ser múltiplo por representarem  um contingente maior.

Declara também  que não se associará a qualquer outra entidade nacional cujas finalidades já estejam previstas nos atuais Estatutos da ABA.  É hora de união e não de desagregação.

Declara também que qualquer convocação da classe deve respeitar todos os Sindicatos representativos de cada Estado  e estar isenta de proselitismo para esta ou outra qualquer associação.

Declara ainda, que, em encontros nacionais,  as entidades  participantes devem respeitar os assuntos particulares  da outra e jamais imiscuir-se em seus assuntos internos, já que são soberanas em suas decisões. Tais encontros devem proibir terminantemente que circulem volantes associativos que configurem oportunismo e falta de respeito aos outros participantes, e se utilizando de expedientes pouco dignos.

Declara também que os representantes das entidades presentes devem ter autorização formal para representá-los.

Considerará como ilegítima qualquer convocação da Classe que não respeite esses preceitos mínimos, e que não venha também endossada pela ABA. Só pode haver Progresso com Ordem.

E vem, respeitosamente à presença dos legisladores nacionais (Senado e Câmara Federal) para  que façam a regulamentação da Profissão de Astrólogo com justiça, equidade, pluralismo, espírito democrático, respeito ao direito adquirido e participação equitativa dos Estados da União no órgão regulador federal que será criado com a regulamentação.

Solicita ainda que cada órgão nacional de representação da classe endosse esta declaração e se junte a ela, já que tem as exigências mínimas de respeito ao próximo, e  está em consonância com as leis do país, que é o que faria minha querida e saudosa antecessora, falecida recentemente Joana Zito Losada, um exemplo de ética, dignidade, humanismo e luta incessante pela pátria, pela Astrologia e por um mundo melhor.

Pelo Sindicato dos Astrólogos Paranaenses,
sinaspar@bol.com.br

Edda Ruth Furstenberger - Presidente em exercício

Vega Plus Online


Publique o seu texto

  • Envie o seu texto para o e-mail


Voltar
Voltar à lista de artigos